Argentina é campeã mundial de hóquei sub-19

As férias do hóquei em patins em sua capital aguardavam a grande final dos meninos argentinos contra os italianos, mas as outras oito seleções que participaram da Copa do Mundo Sub-19 em Jogos Mundiais de Skate.

Na primeira rodada, as equipes dos Estados Unidos e do México, que disputavam as duas últimas vagas do torneio, voltaram a se encontrar. Na sexta-feira, eles já haviam se enfrentado, com uma clara vitória americana por 17 a 4, então esse novo confronto não trouxe surpresas e foi com mais uma vitória americana.

Síntese

México (7): Emiliano Froylán Mondragón Gutiérrez, Ángel Benítez, Iván Nery, Paris González de Rosas, Jindrich Cuautle Rodríguez (Formação inicial)

Estados Unidos (20): Dillon Barton, Austin Gorsuch, Battista Comeglio, Genaro Comeglio, Christian Sarver (Formação inicial)

Gols: Austin Gorsuch 2, Battista Comeglio 7, Genaro Comeglio 9, Darren Smith 1, Christian Sarver 1 (EUA)

Jindrich Cuautle Rodríguez 3, Ángel Benítez 2, Paris González de Rosas 2 (México)

árbitros: Emmanuel Mizutamari – Claudio Ferraro

Os Estados Unidos terminaram em 9º e o México em 10º

Grã-Bretanha e Colômbia disputaram o 7º e 8º lugar. Ambos tinham acabado de perder no dia anterior. Os ingleses caíram na Suíça e os colombianos no Chile.

Nesse dia foi a Grã-Bretanha que fez prevalecer o seu jogo, o que não foi com superioridade perceptível, mas viu-se uma equipa mais sólida e com mais pretensões para manter o jogo e a posição pela qual lutavam.

Síntese

Grã-Bretanha (5): Edan Emery-Webber, Spenser Berry, Declan Lander, Jensen Richards, Joshwa Owen (FI)

Colômbia (3): Juan Palacio, Oscar Pataquiva Amaya, Samuel Correa Gómez, Nicolás Zapata Cano, Sergio López (FI)

Gols: Spenser Berry 3, Taiga Darbyshire 1, Joshwa Owen 1 (Grã-Bretanha)

Oscar Pataquiva Amaya 1, Sergio Lopez 1, Juan Rodriguez Posada 1 (Colômbia)

árbitros: Ariel Morisio – Loïc Le Menn

Grã-Bretanha foi 7º e Colômbia 8º

O 5º lugar no campeonato é o que a Suíça e o Chile lutavam. Os dois selecionados tinham acabado de vencer suas partidas ontem. Os suíços venceram a Grã-Bretanha em uma partida acirrada, enquanto os chilenos venceram a Colômbia, avançando para um jogo que os deixaria no meio da tabela ao final do torneio.

A partida foi extremamente equilibrada, a ponto de ninguém se surpreender com o empate a três gols no tempo regulamentar, o que os obrigou a jogar na prorrogação, onde a equipe sul-americana prevaleceu em jogo e eficiência para ficar com o 5º. lugar no campeonato mundial.

Síntese

Suíça (3): Fabian Lehnherr, Mattia Bigiotti, Keita Graf, Jonathan Scheer, Pavel Scheidegger (FI)

Pimenta (5): Benjamin Trecic, Oscar Mora, Mario Chavarria, Miguel Paneque, Raimundo Campos (FI)

Gols: Jonathan Scheer 1, Keita Graf 2 (Suíça)

Oscar Mora 1, Agustín Torres 1, Martín Molina 1, Oscar Valdés 1, Raimundo Campos 1 (Chile)

Árbitros: Claudio Ferraro – Emanuel Mizutamari

Chile terminou em 5º e Suíça em 6º

As duas equipes que perderam as semifinais tiveram o consolo de lutar pela medalha de bronze. Espanha e Portugal, que já estavam empatados na fase zonal, encontraram-se em San Juan.

O alto nível de jogo foi mais uma vez demonstrado no campo de jogo e ambas as equipas deram um grande espetáculo, como até o primeiro que deram na passada segunda-feira, empatando novamente, desta vez por quatro golos, obrigando a prolongamento, onde a Espanha foi capaz de desigualdade para ficar com o 7-5 final e o terceiro degrau do pódio do campeonato.

Síntese

Espanha (7): Nil Viña Rechel, Eloi Cervera del Fresno, Bruno Saavedra Rodríguez, Joan Ruano/Company, Sebastiá Moncusi Lázaro (FI)

Português (5): Guilherme Duro, Tiago Sanches, Miguel Henriques, Gonzalo Santos, João Inácio (FI)

Gols: Tiago Sanches 1, Vittor Oliveira 2, Miguel Henriques 1, Diogo Rodrigues 1 (Portugal)

Bruno Saavedra Rodríguez 2, Sebastiá Moncusi Lázaro 2, Guillem Jasá Pujol 1, Biel Autet 1, Juan Curtiellas 1 (Espanha)

Árbitros: Sérgio Insua – Paulo Giraudo

Espanha terminou em 3º e Portugal em 4º

A definição da Copa do Mundo ficou nas mãos da Argentina e da Itália; os dois chegaram com antecedentes de se terem enfrentado na passada segunda-feira e onde a equipa liderada por Juan Manuel Garcés se viu com uma ampla vantagem de 8-4; de todos os modos, se trataba de la finale y la circunstancia era totalmente diferente, com una Italia que sorprendió la mayoría, ganándole com total justice a Portugal, en semifinais, mientras que Argentina, en tiempo suplementario, dejó en el camino a la poderosa Espanha.

A Argentina começou a tentar impor seu jogo ofensivo e aos 3:14 Giuliani abriu o placar. O time europeu não ficou e foi em busca do empate, que conseguiria aos 6:52 graças a Bozzetto, com cobrança de falta; com o placar empatado em um, eles foram descansar.

Síntese

Argentina (4): Juan Manuel Carrión, Francisco Torres, Giuliano Giuliani, Joaquin Olmos, Santiago Chambella (FI)

Itália (1): Jacopo Raveggi, Geoelle Piccoli, Leonardo Diquigiovanni, Giulio Piccoli, Matteo Cardella (FI)

Gols: Giuliano Giuliani 1, Olmos 2, Bridge 1 (Argentina)

Liam Bozzetto 1 (Itália)

Árbitros: João Duarte – Ivan Gonzalez

Argentina 1º – Itália 2º

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *