Atrás das cercas de Larreta, os atos são transferidos para a casa de Cristina Kirchner

Na manhã de sábado, 27 de agosto, ele teve uma surpresa do governo de Horácio Rodríguez Larreta. A vizinhança da casa Cristina Kirchnerlocalizado no bairro da Recoleta, acordou cercado para impedir o acesso à militância que realizaria uma passeata em apoio ao vice-presidente. Apesar dessa decisão polêmica, as mobilizações e concentrações ocorrerão normalmente.

Pontos de encontro na cidade

sob os lemas “Cristina é defendida pelo povo” Sim “Se eles vêm por ela, eles vêm por seus direitos”uma das principais manifestações foi organizada pela FdT da cidade de Buenos Aires às 15h00 no Parque Lezama, no bairro de San Telmo em Buenos Aires. Porém, nas últimas horas, os principais líderes do espaço decidiram se reunir diretamente na Recoleta. “Todo mundo na casa de Cristina”, eles perguntaram.

Dessa forma, as diversas reuniões que estavam agendadas em diversos pontos da cidade foram suspensas. uma reunião massiva na casa de Cristina Kirchner, localizada no Juncal e Paraná, Recoleta.

Província de Buenos Aires

Na província de Buenos Aires haverá atos na maioria dos municípios dos subúrbios com o mesmo lema “Em Defesa de Cristina”em resposta ao chamado de “alerta e mobilização” que foi decretado ontem dinheiro a PJ de Buenos Aires, comandada pelo deputado Máximo Kirchner.

Na capital de Buenos Aires, o ato central acontecerá a partir das 15h na Plaza Belgrano; dentro Vicente Lopez, o FDT se reunirá às 11h na Praça Alem; dentro San Martin, o encontro acontecerá às 16h na Praça Central; dentro 3 de fevereiro, na Plaza de la Unidad Nacional, 11; dentro Avellaneda, às 10h30 na Praça Alsina; e em grande montanha, às 17h na Praça Mitre; entre muitas outras chamadas.

Haverá também encontros em alguns pontos do interior da província de Buenos Aires, como em Mar del Plataonde haverá uma marcha organizada pela FdT às 11 horas na Plaza de la Revolución de Mayo.

Outras partes do país

Com slogans como “Basta de Lawfare” Sim “O Christinazo”haverá também marchas de apoio nas províncias de Lem Pampa, Misiones, La Rioja, San Luis, Tierra del Fuego, Neuquén e Catamarcaentre outros.

Dentro os pampas, o ato acontecerá amanhã às 16h00 no salão de eventos Telén; dentro São Luís, às 18h na Praça Pringles, na capital provincial; e em Terra de Fogoativistas realizarão uma caravana em Ushuaia, Rio Grande Sim Tolhuin.

Durante este tempo em Neuquéno Partido Justicialista, juntamente com as forças políticas que compõem a Frente de Todos da Província, convocaram uma mobilização amanhã às 18h00 em apoio ao Vice-Presidente em frente ao Monumento a Eva Perón, no centro da cidade de Neuquén, com o slogan “Estamos marchando em apoio à nossa parceira e motorista Cristina Fernández de Kirchner, porque Cristina somos todos nós.”

Por sua vez, em Catamarcao Partido Justicialista, juntamente com organizações políticas, convocaram uma mobilização amanhã às 17h na praça La Alameda, na capital da província, em apoio ao ex-presidente na atividade que convocaram “Plaza Compañera-Todo mundo com Cristina”. Entretanto, hoje às 18h, ocorreu uma concentração na Praça Belgrano de São Salvador de Jujuy.

No âmbito do referido recurso, a deputada da Frente Total pela Cidade de Buenos Aires, Gisela Marziotta, afirmou que “a lei é o Plano Condor do nosso século”.

Manifestações em apoio ao vice-presidente também estão sendo organizadas amanhã em outros países, onde ativistas do FDT se reunirão em Espanha, França, Alemanha, Holanda, Suíça, Itália, Portugal, Brasil e Austrália.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.