Baiona vai reunir as melhores equipas do Troféu Príncipe das Astúrias este fim-de-semana

Está tudo pronto na Galiza para a celebração dos 37 Troféu Príncipe das Astúrias, que solta as amarras em Baiona, organizado pelo Iate Clube de Monte Real e pela Escola Militar Naval. Tempo esperando por uma tempestade, um grande fluxo de barcos e presença de campeões mundiais e Espanha entre as tripulações, este Sexta-feira vai ver os primeiros testes da competição.

Durante o dia de quinta-feira, o encerramento das inscrições deixou um maioria dos navios galegos, portugueses e cantábricos nas listas, já um Uma velejadora olímpica sorteia veleiros para a Taça das Senhoras.

Da organização, eles acreditam que o chuva de trégua aos marinheiros e ao ventoque pinta inicialmente que vai soprar do componente ocidental, fique acima de 9 ou 10 nóscom picos de até 14. Se ele permanecer a bordo e as condições forem favoráveis, a frota de barcos maiores, agrupados nas diferentes classes ORC, completarão duas voltas contra o vento do tipo barlavento a sotavento, entre bóias.

Caso o o vento não atingiu a bordafazer e que havia dificuldades no desenho do percurso, a comissão de regata preparou até dez circuitos costeiros diferentesao longo da ria de Vigo, embora com diferentes pontos de passagem obrigatórios.

O Troféu Príncipe das Astúrias é organizado sob a égide do Monte Real Iate Clube e Escola Militar Naval e graças ao patrocínio de Bancoa Xunta de Galicia através do Xacobeo, Terras Gauda e Gestilar.

O concurso conta ainda com a colaboração da Câmara Provincial de Pontevedra e da Câmara Municipal de Baiona; as Federações Reais de Vela Espanhola e Galega; e o apoio de empresas como Solventis, Volvo Autesa, Aceites Abril, Zelnova Zeltia, Paradores, Vanguard Marine, Gadis, Foxy, Onda Cero, Musto, Grupo Solitium, HOLA, Tuypan, Coca Cola e Martin Miller’s Gin.

intensidade e emoção

Se os padrões competitivos de anos anteriores se repetirem, o ja decoração inicial já será uma das mais emocionantes do troféu. As tripulações geralmente chegam com muita energia em Baiona e eles tentam demonstrar seu poder desde os primeiros testes.

O sinal de partida será, no primeiro dia, o último dos três dias. a frota de ORC vai ouvi-lo às três horas da tarde e meia hora depois, Três horas e meia, será a vez dos J80s e das meninas da Taça das Senhoras Gestilar.

Galego, Português e Cantábrico serão, por esta ordem, os sotaques mais ouvidos numa Troféu Príncipe das Astúrias que reuniu mais de 80 veleiros. O número de 70 barcos que o clube estabeleceu como limite de participação para garantir o conforto das tripulações na área do clube, acabou sendo superada e a organização buscou alternativas para a localização dos navios.

Entre os barcos participantes, os primeiros a abrir a competição, nesta sexta-feira a partir das três horas, serão os ORCs agrupados em classes ABANCA ORC 1, Volvo Autesa ORC 2, April Oils ORC 3 e Martin Miller ORC 4. Entre eles, entre outros, os óleos de Abril e o Mágico de Vigo; no Arroutado de Portosín; o Corsario de Vilagarcía, o Mirfak de Ferrol, o Lambaix de Cabanas, o Sailway de Canido ou o Orión de Baiona, entre outros.

Há também uma grande presença de navios portugueses, com 12 veleiros concorrentes e um grande número de tripulantes Portugueses, como Yessito de Rui Ramada, Marías de Manel Cunha, Xekmatt de Hugo e João Prista, Defensor de Nuno Vasconcelos ou Farofino de Edgar Pimenta.

Campeões mundiais e espanhóis na frota J80

Com mais de 30 unidades cadastradas, a classe Solventis J80 é o mais numeroso no troféu e do qual esperamos um espetáculo maior pela qualidade das tripulações. Eles vão navegar no interior da Baía de Baiona, competirão em tempo real e disputarão, se o vento permitir, três cursos duplos do tipo barlavento a sotavento entre as boias.

Entre os participantes veremos o Grupo Étnico Barcelona do Peru Múgica (RCM Santander), príncipe campeão e atual campeão; o Bullhound GP da Andaluzia comandado por Per Roman, que no último evento europeu da classe esteve à beira do pódio e que desta vez tem a bordo o recente campeão mundial de franco-atiradores Alfredo González; para Vice-campeão da Espanha Biobizzliderada por José Azqueta (RCM del Abra RSC), ou o Cantábrico Solintal, onde foi campeão mundial de J80 Ignacio Camino.

Todos eles terão que competir com uma frota local muito poderosa, entre as quais pos barcos do Monte Real Clube de Yates dominam e em que existem duas equipas que, pelas suas carreiras e pelas suas vitórias nas últimas temporadas, se destacam das restantes. Estes são os de Okofen de Javier de la Gándara e El Alboroto de Juan Carlos Ameneiro.

O 6×6 feminino da Taça Gestilar Ladies

o J80 dividirá o terreno da regata e julgamento direto dentro da baía de Baiona com os 36 marinheiros do Gcorte feminino estiloque em sua vigésima sexta edição se reafirma como o competição de vela feminina mais antiga do panorama náutico espanhol.

As seis equipes que competem este ano vêm de umalicenciado, Maiorca, Baionao, Madrid, País Basco e Santander. Seis equipes de seis marinheiros a bordo de seis barcos idênticos, o Figaro Beneteau que o Monte Real Clube de Yates lhes cede para a competição.

Nesta quinta-feira, anteontem, o sortear para eles, e nele participou, como uma mão inocente, o velejador olímpico Nico Rodríguezque também é patrocinado pela Gestilar em sua corrida nos Jogos Olímpicos de Paris com Silvia Más nos 470 mistos.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.