Com gol de Fernandes, Portugal avança à próxima fase do Catar 2022 após vitória sobre o Uruguai

A segunda jornada do Mundial Qatar 2022 terminou com um prato forte, as selecções de Portugal e Uruguai defrontaram-se pela quarta vez no Mundial. Bruno Fernandes marcou os dois gols no jogo que deu a vitória dos portugueses sobre os uruguaios e ao mesmo tempo cobrou deles uma dívida não paga.

A última vez que se enfrentaram foi em 2018, quando os portugueses foram eliminados por dois gols de Edinson Cavani, que jogou na segunda-feira no Lusail Iconic Stadium, em Lusail.

Com a lembrança da eliminação nas oitavas de final ainda fresca, Portugal partiu para o ataque desde cedo, com Cristiano Ronaldo muito ativo tentando impedir que o Uruguai tomasse o controle da bola e criasse várias chances no gol de Sergio Rochet.

Portugal venceu Gana na primeira rodada e assumiu a liderança do Grupo H, enquanto o Uruguai empatou com a Coreia do Sul e permaneceu entre os dois últimos colocados do grupo.

Apesar de tudo que Portugal ofereceu, Rodrigo Bentancur aproveitou o jogo para os uruguaios e o mais perigoso da partida ao abrir o espaço entre três jogadores e ir de mãos dadas contra Diogo Costa, que cobriu o chute do meio-campo aos 23 minutos. da primeira parte.

O Uruguai pareceu entender que seu caminho era pelo centro da defesa e começou a fazer incursões nessa direção, criando confusão entre os portugueses. Portugal optou por jogar no centro, à procura de Ronaldo, mas o Uruguai estava incomodado na grande maioria desses centros.

No segundo tempo, Portugal continuou pressionando e, aos 55, um cruzamento de Fernandes foi direto para o gol uruguaio, já que Ronaldo teria raspado a cabeça. Foi 1-0.

Aos 72 minutos, Cavani deixou o campo para dar lugar a Luis Suárez, que buscava refrescar o ataque uruguaio.

Maximiliano González esteve perto de empatar para a sua equipa depois de uma jogada de triângulo que o levou a lançar uma forte mão direita que embateu no poste esquerdo do guarda-redes português.

Poucos minutos depois de entrar, Suárez teve mais uma chance para seu time após cobrança de falta para virar e acertar, mas o chute acertou a cerca externa.

Enquanto o Uruguai jogava melhor, o VAR alertou o árbitro para um possível pênalti a favor dos portugueses por um handebol de José María Giménez, que penalizou 12 passos. Fernandes comandou a execução e deu o segundo na conta pessoal e da sua equipa para o 2-0 final.

A vitória garantiu a classificação de Portugal para a próxima fase ao somar seis pontos, o que garante a sua assistência. O Uruguai, por sua vez, terá que esperar até o próximo jogo para saber sua chance e no momento está afundando na tabela com uma unidade.

Portugal encerrará a primeira fase na sexta-feira, 2 de dezembro, contra a Coreia do Sul, no Estádio Education City (18h, horário local), enquanto o Uruguai enfrentará Gana, no mesmo horário, no Estádio Al Janoub.

Filipa Câmara

"Estudante. Fanático apaixonado por álcool. Praticante de TV. Desbravador do Twitter. Solucionador de problemas."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *