Commonwealth apresenta a sétima edição do Eurafrica Trail

Após o retorno tão esperado e malsucedido do Trail Eurafrique em 2021 e após dois anos de pandemia, El Lozano destacou sua satisfação e gratidão aos organizadores deste evento desportivo pelo trabalho realizado, “após três anos de espera, dando à iniciativa todo o esplendor de competição intercontinental nesta edição.

Da mesma forma, Lozano elogiou a organização por recuperar aspectos-chave do teste como “atravessar o Estreito de Gibraltar, celebrando a união das três culturas que a habitam, bem como o passeio pelas terras africanas”. Da mesma forma, destacou a aumento do número de passos na edição de 2022 (cinco passos), “factos que enriquecem e tornam a iniciativa desportiva mais atractiva, bem como facilitam a continuação da promoção da imagem do Campo de Gibraltar, dando a conhecer o seu ambiente natural e cultural e oferecendo ao participante um turismo de primeira ordem – iniciativa desportiva” .

Lozano salientou que “o Euráfrica Trail é uma iniciativa que combina vários atores como atividades desportivas, empreendedorismo e promoção regional”. Da mesma forma, o Presidente da Instituição incentivou os Campogibraltareños a “compartilhar e desfrutar deste evento esportivo” que terá Avaliar como um local no início do teste, acolhendo o recepção e entrega de equipamentos aos corredores do Teatro Alameda antes de partir para o continente africano.

Por sua vez, Rua Aitor agradeceu aos presentes a colaboração na execução da iniciativa e o apoio institucional recebido e indicou que o evento terá lugar entre as províncias de Cádiz (com tripla presença no Campo de Gibraltarespecificamente nos municípios de Tarifa, Jimena de la Frontera e Algeciras) Sim Málaga (tribunais de fronteira), com os passos Marrocos (Belyounech) Sim Gibraltar, sendo o Corrida Vertical de Gibraltar o último gol da corrida.

Por fim, indicou que o evento esportivo, que contará com a participação de mais 300 participantes, que já completaram as suas inscrições para esta extraordinária edição, bem como os mais importantes atletas do trail running andaluz e nacional.

De tudo, a participação de Debates Ragnaatleta holandesa, “um dos melhores do mundo, campeona del mundo y ganadora de eventos como el Maratón des Sables (Marruecos), o Coastal Challenge (Costa Rica) ou o Ultra Trail du Montblanc, em Niza”, nas palavras de Aitor Rue .

Além do já referido atleta, vão encontrar-se outros nomes notáveis, como o terceiro de Portugal, Tiago Vieratricampeão dos 101 em Ronda, Ana Cervanou catalão Roger Comellas, um dos pilotos revelação da temporada.

Calle sublinhou que “a Eurafrica continua a ser um evento responsável com o ambiente natural, liderando a redução do uso de plástico, a gestão sustentável dos seus resíduos e a realização de atividades desportivas de forma sustentável”.

Passos

o sétima edição da Trilha Eurafrique começará em dia 28 Outubro na cidade de Cádiz Avaliaronde a expedição pegará a balsa para Marrocos e iniciará a competição em dia 29 com a cena Belyounech. Um teste de 21 quilômetros e 1400mD+ de puro skyrunning, nos seixos do Maciço du Jbel Moussaum dos míticos Pilares de Hércules.

o dia 30além do dia do retorno da África para continuar o evento em solo europeu, a competição continua e Jimena de la Fronteracom uma etapa noturna contra o relógio de 5K e 450mD+, será mais uma vez um desafio para os participantes da modalidade Intercontinental de Eurafrique.

degrau málaga Esta será a terceira etapa do #Eurafrica22. Com 24kms e 950mD+, o 31 de outubro e será, sem dúvida, um elemento chave na determinação da classificação final do evento. O palco rainha localizado em pleno equador do evento Euro-Africano.

o 1 de Novembro a competição será transferida para a cidade de Algeciras e terá as melhores vistas do Estreito, das montanhas do Parque Natural de Alcornocales. Unha quarta etapa em Cádiz com 21K e 1.100mD+ nas florestas nubladas de Cádiz.

E como destaque, Eurafrica 22 verá seu último gol no Corrida Vertical de Gibraltarque na tarde de terça-feira 1 de novembro, decidirá, com os seus 5K e 500mD+, os vencedores finais e o final da noite de encerramento da sétima edição da única prova Intercontinental do mundo, na gruta de São Miguel .

Marciano Brandão

"Defensor apaixonado da internet. Amante de música premiado. Totó de café. Estudioso de mídia social ao longo da vida."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *