‘Futre, o português’, escudo e bandeira do Atlético em documentário

Madrid, 25 de agosto (EFE) .- Movistar + apresenta esta quinta-feira ‘Futre, o Português’, um documentário sobre o ex-jogador português, “escudo e bandeira dos adeptos” do Atlético de Madrid, que conta com testemunhos de colegas como Carlos Aguilera, o presidente do clube rojiblanco, Enrique Cerezo, e o prefeito de Madri, José Luis Martínez-Almeida.

No verão de 1987, o Atlético de Madrid adquiriu um dos jogadores mais cobiçados do momento, o recente campeão europeu com o Porto, Paulo Futre.

Este foi o ponto de partida para uma relação entre clube e jogador que ao longo do tempo se tornou inseparável e mais de três décadas depois é revisitada com a memória do seu futebol, que, nas palavras de alguns entrevistados, fez do Futre “o escudo e a bandeira de todo um hobby”.

“Foi ele quem encheu os estádios. As pessoas lotaram o estádio para ver o Futre”, diz o presidente do Atlético de Madrid, Enrique Cerezo, no documentário, enquanto outro conhecido torcedor, o prefeito da capital espanhola, José Luis Martínez-Almeida , assegura que os portugueses “devolveram a ilusão aos adeptos do rojiblanco”.

O documentário conta várias anedotas relacionadas à contratação do Futre pelo Atlético, os anos vividos sob a presidência de Jesús Gil ou a renovação de Carlos Aguilera, que ocorreu depois que o zagueiro rojiblanco venceu um câncer benigno.

Paco Buyo, exportador do Real Madrid; O CEO do Atlético, Miguel Ángel Gil Marín, ou seu ex-companheiro de equipe Manuel Sánchez também aparecem no documentário.

“Agora Cristiano, outro Cristiano vem amanhã, mas o primeiro foi ‘El Portugués'”, diz Futre em seu documentário.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.