La Coruña celebra um congresso com palestrantes de todo o mundo

O Congresso Internacional “Aplicações da Inteligência Artificial na Justiça Criminal”, organizado pela Ecrim da Universidade de La Coruña, será realizado nos dias 10 e 11 de novembro

A Corunha prepara-se para acolher o Congresso Internacional ‘Aplicações da Inteligência Artificial na Justiça Criminal’organizado pela equipa de investigação Criminologia, Psicologia Jurídica e Justiça Criminal no Século XXI (Ecrim), em colaboração com o Instituto de Direito Penal Económico e Europeu da Universidade de Coimbra (Portugal).

O evento, que acontecerá nos dias 10 e 11 de novembro da Faculdade de Direito da Universidade de La Coruña (UDC), reunirá especialistas da Espanha e de outras partes do mundo, como Portugal, França, Brasil e Chile.

Ao longo destes dois dias, estes profissionais irão explicar-lhe as diferenças entre instrumentos atuariais e aqueles baseados em Inteligência Artificial (I A); como a IA pode ajudar na tomada de decisões no setor jurídico ou se o uso dessa tecnologia pode ajudar a prevenir a lavagem de dinheiro, entre outras questões. Aqui está o programa completo:

quinta-feira, 10 de novembro

  • Das 15h30 às 15h45: Palavra de boas-vindas do Decano da Faculdade de Direito da UDC e da organização do Congresso.
  • Das 15h45 às 16h45: Palestra inaugural sobre a diferença entre instrumentos atuariais e instrumentos baseados em IA pelo pesquisador da Universidade de Barcelona (UB), Antonio Andrés Pueyo.
  • Das 16h45 às 18h: Painel 1 ‘Características técnicas da IA ​​utilizadas para investigações policiais e administração da justiça com Verónica Bolón (UDC), Pablo Espinosa Breen (UDC) e Augusto Jobim do Amaral da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).
  • Das 18h30 às 20h: Mesa redonda sobre comunicação com Andrea Bravo da Universidade Autônoma de Madrid (UAM), Roberto Navarro-Dolmestch da Universidade Autônoma do Chile (UCAM), María Ángeles Catalina da Universidade de Santiago (USC) e Guilherme Wrobel Duarte e Fernando Dias Duarte pela Universidade de Coimbra (UC).

Sexta-feira 11 de novembro

  • Das 9h30 às 10h30: Conferência sobre sistemas algorítmicos na prevenção e investigação policial pela investigadora da Universidade de Valência (UV), Silvia Barona Vilar.
  • Das 10h30 às 11h45: Painel 2 ‘IA aplicada à investigação policial’ com Jordi Nieva da Universidade de Barcelona (UB), Sonia Fidalgo da Universidade de Coimbra (UC) e Manuel Valente da Universidade Autónoma de Lisboa (UAL).
  • Das 12h15 às 13h30: Comunicação Mesa 2 com Ana Gonçalves da Universidade Lusófona do Porto (ULP), David San Martín da Universidade de La Rioja (UR) e David Castro Liñares da Universidade da Corunha (UDC).
  • Das 15h00 às 16h00: Conferência ‘O Processo de Cisão na Justiça Penal – Uma nova racionalidade da inteligência artificial’ pela investigadora da Universidade de Coimbra (UC), Anabel Miranda Rodrigues.
  • Das 16h00 às 17h15: Painel 3 ‘IA aplicada à tomada de decisão não afetada pela justiça criminal’ com Pedro Freitas da Universidade Católica Portuguesa (UCP), Pere Simón Castellano da Universidade Internacional de La Rioja (UNIR) e Andrea Planchadell da Universidade Jaume I.
  • Das 17h45 às 19h: Tabela de comunicações 3 com Dyango Bonsignore da Universidade de Alicante (UA), com Cristina San Miguel Caso da Universidade de Cantabria (UC) e Xulio Ferreiro da Universidade de La Coruña (UDC).
  • Das 19h00 às 19h30: Conclusões e encerramento com Patricia Faraldo e Ana María Neira Pena da Universidade da Corunha (UDC) e Anabela Miranda Rodrigues da Universidade de Coimbra (UC).

Filomena Varela

"Desbravador do bacon. Geek da cultura pop. Ninja do álcool em geral. Defensor certificado da web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *