La Jornada – Três mil bombeiros e 60 aviões combatem um incêndio florestal em Portugal

Lisboa. Mais de 3.000 bombeiros e 60 aviões estavam lutando contra um incêndio florestal em Portugal no domingo que, segundo as autoridades, deixou 29 feridos.

As autoridades disseram que 12 bombeiros e 17 civis precisaram de assistência médica devido a ferimentos leves causados ​​pelas chamas, informaram a televisão estatal RTP e outros meios de comunicação locais. Na tarde de domingo, a Agência Portuguesa de Proteção Civil disse que mais de 3.000 bombeiros estavam a combater as chamas em atividade.

A União Europeia ativou no domingo o seu Programa de Assistência à Frota Aérea de Combate a Incêndios, que permite aos países membros partilhar recursos para ajudar Portugal. A Espanha, que também sofreu recentemente com incêndios florestais, reagiu rapidamente enviando dois aviões de combate a incêndios para seu vizinho ibérico, segundo o comissário europeu de crise Janez Lenarcic.

O governo português disse que implantou 60 aeronaves para apoiar suas equipes de terra.

Portugal sofre há muito tempo com grandes e por vezes trágicos incêndios florestais. Em 2017, os incêndios florestais mataram mais de 100 pessoas.

A União Europeia alertou que a mudança climática significa que o continente enfrenta um de seus anos mais difíceis em termos de desastres naturais, como secas e incêndios florestais.

O primeiro-ministro português, António Costa, adiou esta semana a sua intenção de visitar Moçambique “tendo em conta as previsões meteorológicas que apontam para um aumento muito grave do risco de incêndios rurais”.

O Presidente português Marcelo Rebelo de Sousa também cancelou a sua viagem a Nova Iorque, onde deveria discursar no Conselho Económico e Social da ONU.

Em junho, 96% do país do sul da Europa foi classificado como em condições de seca “extrema” ou “grave”.

Os incêndios levaram as autoridades a levantarem o estado de alerta que já existia. O governo português declarou no sábado estado de alerta máximo que vai durar até sexta-feira.

Do outro lado da fronteira espanhola, um incêndio no sudoeste levou as autoridades a evacuar 30 pessoas de suas casas por precaução. Cerca de 115 bombeiros apoiados por helicópteros e aviões foram mobilizados para combater o incêndio perto da cidade de El Ronquillo.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.