Localizam em Portugal, “de boa saúde”, uma pessoa desaparecida há onze anos

SALAMANCA, 6 de julho. (EUROPA PRESS) –

A polícia nacional, em colaboração com o gabinete do adido do interior português, localizou um VMR de 73 anos, desaparecido há onze anos, num município português onde trabalha como pastor.

Familiares da pessoa desaparecida formalizaram a denúncia em 5 de agosto de 2016. Eles especificaram que não tinham notícias de seu familiar há cinco anos e que não tinham meios para entrar em contato com essa pessoa. , na época com 67 anos, e estavam preocupados com a falta de notícias, explica a delegação do governo através de um comunicado enviado à Europa Press.

Os investigadores realizaram inúmeras diligências para localizar o desaparecido e todos apontaram para a possibilidade de residir no norte de Portugal, mais precisamente junto à zona fronteiriça de Fuentes de Oñoro (Salamanca) e que, possivelmente, seja, ele ele navegou.

A Polícia Nacional solicitou a colaboração do Gabinete do Adido do Interior português, para que o pessoal correspondente do país vizinho possa realizar os procedimentos de localização pertinentes, bem como do CCPA (Centro de Cooperação Policial e Aduaneira Hispano-Portuguesa) de Vilar Formoso – Fontes Onoro.

Graças às diligências da CCPA de Vilar Formoso-Fuentes de Oñoro, a polícia portuguesa localizou a VMR na localidade de Vila Nova de Paiva (Portugal), onde está actualmente a realizar trabalhos de criação onze anos após as últimas notícias da sua família .

Oficiais portugueses encontraram o homem desaparecido que expressou seu consentimento para que sua família fosse informada de seu paradeiro atual e fosse contatada através do número de telefone que ele forneceu aos policiais.

A polícia nacional informou a queixosa (irmã da pessoa desaparecida) do resultado das diligências realizadas para localizar o membro da sua família, fornecendo-lhe as informações correspondentes para que pudesse contactá-lo.

A queixosa informou posteriormente os investigadores que tinha viajado para a vila de Vila Nova de Paiva (Portugal), onde acabou por conhecer o seu irmão.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *