Lorenzo Córdova: “A educação e a tecnologia devem contribuir para a construção da cidadania do futuro”

Participando do evento de lançamento da Cúpula Mundial da Educação Virtual Educa – Medellín 2022, o Presidente da Instituto Nacional Eleitoral do México (INE), Lorenzo Córdoba Vianelloargumentou que, apesar das deficiências e aversão dos cidadãos à democracia, este sistema continua a manter uma inegável superioridade social, econômica e política sobre outras formas de governo.

Assim, para identificar oportunidades e formas de melhorar o funcionamento das democracias com base nas ferramentas da cidadania e educação, anunciou que o INE e o Virtual Educa, juntamente com outros aliados, vão organizar o Fórum de cidadania e educação, nos dias 22 e 23, 2022 em Lisboa (Portugal).

O objetivo, explicou, “é gerar um espaço para desencadear uma conversa global urgente, uma discussão sobre o tipo de cidadania que os tempos atuais exigem para enfrentar os profundos desafios que as sociedades enfrentam em quase todos os campos do mundo”, bem como sobre o como “a educação e a tecnologia devem contribuir para a construção dessa cidadania do futuro”.

Durante o evento realizado em Medellín e que reuniu líderes em educação e tecnologia, Lorenzo Córdova participou virtualmente, no qual declarou que a ideia do Fórum Mundial de Cidadania e Educação foi gerada no âmbito da Estratégia Nacional de Cultura Cívica implementado desde 2017 no México, que está ancorado em três valores: “Acesso à informação e conhecimento, certo, verificável e relevante para uma melhor tomada de decisão pública. Em segundo lugar, o diálogo dentro da pluralidade que caracteriza as sociedades contemporâneas. E em terceiro lugar, a demanda permanente que a sociedade deve gerar, tanto em nível individual -cidadãos e cidadãos-, quanto de forma organizada junto às autoridades para exigir o cumprimento de suas obrigações.

Lorenzo Córdova os convidou a participar do Fórum Mundial de Cidadania e Educação, um espaço para gerar um debate sobre o tipo de cidadania que os tempos atuais exigem para enfrentar os profundos desafios que as sociedades têm em quase todas as áreas.

O Presidente do INE especificou que foi nestas premissas que se decidiu realizar o Fórum, mas também face a desafios como a gradual mas constante erosão das democracias no mundo; a ampliação de posições e visões autoritárias sobre como exercer o poder político; a sede das instituições democráticas, que inclui os próprios órgãos eleitorais; e desinformação.

Recuperar a política e a democracia para continuar inovando

O Fórum Mundial para a Cidadania e a Educação vai reunir instituições e especialistas, especialistas e representantes governamentais, universidades, empresas e organizações civis para analisar os desafios da futura cidadania e democracia, explicou o diretor executivo de formação eleitoral e educação cívica, Roberto Heycher Cardiel Soto.

Em frente à Secretária de Educação de Medellín, Alexandra Agudelo Ruíz; o diretor executivo da Virtual Educa, Adelino Sousa; e o Diretor Geral da Virtual Educa, Jorge Antón Jornet; Cardiel Soto ressaltou que o Fórum terá uma agenda baseada em quatro pilares: futuro da cidadania, governança, multilateralismo, juventude e democracia. O segundo é educação, transformação digital, metaverso e universidades em cidadania e educação do futuro. O terceiro tratará das competências para a vida, do novo contrato social e do futuro do trabalho. E o quarto pilar terá como foco cidades inovadoras, territórios inteligentes, cidadania, educação e treinamento nas grandes cidades.

“Lisboa será um importante espaço de reflexão, para identificar coletiva e colaborativamente a possibilidade de melhoria e aproveitar as oportunidades que nos permitem continuar a inovar, reivindicando a política e a democracia como o melhor elemento para contextualizar a evolução global da humanidade”, disse Cardiel Soto.

Uma educação ligada à cidadania e à democracia

Por sua vez, o gerente geral da Virtual Educa, Jorge Anton Jornet, destacou sua preocupação com o futuro da educação. “E nesta pesquisa percebemos que a educação está intimamente ligada à cidadania e à democracia. Construímos uma aliança muito poderosa com o Instituto Nacional Eleitoral do México, que tem sido rica em realizações de sucesso”, acrescentou.

Jorge Antón Jornet: “A Virtual Educa construiu uma aliança muito poderosa com o Instituto Nacional Eleitoral do México, que tem sido pródiga em realizações bem-sucedidas”.

Explicou que o Virtual Educa é uma iniciativa que promove a inovação na educação para a transformação social e o desenvolvimento sustentável, “é uma ideia, é a ideia deste sonhador – em referência a José María Antón – que lançou a proposta de transformar a educação há muitos anos atrás”. Virtual Educa são projetos, iniciativas e encontros em torno da inovação educacional.

Anunciou que Medellín será, pela segunda vez, sede de um encontro internacional do Virtual Educa, desta vez com o título “Cúpula Mundial da Educação: transformando a educação a partir da ciência, tecnologia e inovação”, que acontecerá a partir de 19 de outubro a 21 de 2022.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.