Maduro pede ‘acordos reais e efetivos’ na luta contra as mudanças climáticas

O presidente Nicolás Maduro pediu o alcance de “acordos reais e efetivos” na luta contra as mudanças climáticas, durante sua participação na cúpula COP27 realizada no Egito.

Na manhã desta terça-feira, 8 de novembro, horário venezuelano, o governante solicitou a criação do fundo de financiamento de perdas e danos climáticos, proposta discutida em cúpulas anteriores.

“Temos que trabalhar nos mínimos detalhes para que a assistência financeira é justa, imediata e expedita para que a indenização por danos ambientais chegue às populações mais afetadas”, disse ele em parte de sua mensagem transmitida pela Venezolana de Televisión, o canal público.

Ele culpou o “sistema capitalista consumista, voraz e predatório” por desastres nos últimos anos, como chuvas extremas e secas. Ele também apontou o fim dos recursos do planeta em benefício de poucos, e se referiu a eles como países do hemisfério norte.

Maduro explicou que a Venezuela produz “menos de 0,4% das emissões globais de gases de efeito estufa do planeta”, mas “o povo venezuelano deve pagar as consequências dos desequilíbrios ambientais das principais economias capitalistas do mundo que poluíram e continuam poluindo o planeta em benefício de poucos.

Ele também pediu um compromisso com a defesa do Amazonasuma proposta que caminha lado a lado com países como Colômbia e Suriname, para preservar a biodiversidade, apesar da exploração do arco mineiro do Orinoco, promovida sob sua administração e que levou à perda de florestas, à contaminação de rios e à morte de lideranças indígenas defendendo seus territórios ancestrais.

“Nós defendemos a proteção da Amazônia…. (devemos) Assumir responsabilidades como habitantes da América do Sul para salvar a selva e a biodiversidade da Amazônia. Os povos indígenas devem nos ensinar a conviver com a natureza”, disse.

Leia mais em: Justiça climática na Venezuela: entre retórica e planos fantasmas

reuniões informais

Esta é a segunda viagem de Maduro para fora do país até agora este ano, após sua turnê por países da Ásia e da África, onde passou os primeiros dias de junho.

Como parte da COP27, o presidente teve conversas informais com o presidente francês, Emmanuel Macron e o Primeiro-Ministro de Portugal, António Costa.

Alex Gouveia

"Estudioso devoto da internet. Geek profissional de álcool. Entusiasta de cerveja. Guru da cultura pop. Especialista em TV. Viciado em mídia social irritantemente humilde."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *