México anuncia o lançamento de sua Estratégia de Implementação para uma Economia Oceânica Sustentável 2021-2024: SEMAR

CIDADE DO MÉXICO, 12 de agosto de 2022.- A Secretaria da Marinha – Marinha do México (SEMAR) anunciou que nesta sexta-feira foi publicado no Diário Oficial da Federação (DOF) a “Estratégia de Instrumentação para uma Economia Oceânica Sustentável 2021 – 2024” (EIEOS 2021 – 2024).

Essa estratégia representa um esforço inédito no país realizado por diversos órgãos e instituições da Administração Pública Federal (APF) em colaboração com organizações da sociedade civil e especialistas independentes vinculados ao Painel de Alto Nível para uma Economia Oceânica Sustentável (o Painel). acelerar a implementação dos compromissos internacionais nesta área.

Refira-se que o CIMARES é composto pelos titulares das Secretarias Estaduais da Marinha, que o preside, do Interior, dos Negócios Estrangeiros, do Ambiente e Recursos Naturais, da Energia, da Economia, da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Desenvolvimento Agrário, Territorial e Urbano e Turismo.

A SEMAR explicou que o EIEOS é um esforço articulado de base liderado pela atual administração para colocar o México no caminho certo no cumprimento de seu principal compromisso, assumido perante o Grupo, de evoluir para uma gestão sustentável de suas águas sob jurisdição nacional, guiada pela Política Nacional de Mares e Costas atualizada.

“O principal objetivo do EIEOS é servir como um guia de articulação de planos, programas, ações e iniciativas nacionais e internacionais que se alojam em cada uma das diferentes dependências e instituições da APF e que estejam ligados a uma atividade oceânica sustentável”.

México anuncia o lançamento de sua Estratégia de Implementação para uma Economia Oceânica Sustentável 2021-2024: SEMAR

Sublinhou ainda que o EIEOS é um complemento da Política Nacional do Mar e Costa, que se atualiza em processo paralelo, e não um documento que visa substituir instrumentos, planos ou programas existentes relacionados com esta matéria.

A estratégia estabelece o significado de uma economia oceânica sustentável para o México e contém 13 ações prioritárias necessárias para alcançar uma economia oceânica sustentável no país, enquadradas nas cinco áreas críticas estabelecidas no documento Transformações do Grupo, publicado em dezembro de 2020.

Ao abordar efetivamente essas ações prioritárias, elas permitiriam ao nosso país avançar com o principal compromisso assumido perante o Painel e cumprir os quatro compromissos voluntários assumidos pelo México na última Conferência das Nações Unidas sobre os Oceanos.

“A atualização da Política Nacional de Mares e Costas, a formulação do Plano de Ação Nacional para a Década das Ciências do Mar, a formulação da Estratégia Nacional para a Gestão Integrada das Artes de Pesca Fantasma e a publicação da Iniciativa para o Turismo de Base Oceânica Sustentável Atividades”.

CIMARES é a instância de caráter permanente com o objetivo de coordenar as ações das dependências e entidades da Administração Pública Federal, relativas à formulação e instrumentação das políticas nacionais para o planejamento, ordenação e desenvolvimento sustentável das lagoas e das costas do Nacional território.

Por último, sublinhou que o Grupo procura assegurar uma protecção eficaz e uma produção sustentável do oceano, para alcançar uma prosperidade justa e equitativa e que é co-presidido pela Noruega e Palau, reúne chefes de governo de 17 nações: Austrália, Canadá, Chile, Estados Unidos da América, Fiji, França, Gana, Indonésia, Jamaica, Japão, Quênia, México, Namíbia, Noruega, Palau, Portugal e Reino Unido.

Guillermo Espinosa / @Guiesga

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.