O que saber sobre o navio de guerra português

A Caravela Portuguesa, também conhecida por Falsa Medusa ou Garrafa Azul, tem o ferrão mais venenoso e doloroso.

HERMOSILLO, FILHO.- o caravela portuguesatambém chamado de falsa água-viva ou garrafa azul, um a picada mais venenosa e dolorosaque pode causar febre, dor de cabeça, inflamação, náusea, vômito e até morte entre pessoas vulneráveis.

Através das redes sociais, imagens da presença desta espécie na praia de Huatabampitoquem alertou Internautas Sonoraque não hesitou em compartilhar que eles também tinham visto o Physalia physalis dentro São Carlos, Miramarno praia de são francisco e também em Algodão Sim Condominios Pilar.

O Centro de Pesquisa Científica e Ensino Superior de Ensenada, Baja California (Cicese) compartilhou que o UN incluiu o caravela portuguesa na lista de espécies perigosas para a saúde humana.

Sua picada ocorre em milésimos de segundo graças à sua tentáculos, Eles contêm milhares de células urticantes que são ativadas pelo contato físico com a pele humana. Essas células contêm túbulos em forma de arpão que injetar veneno na pelegerando dor, Erupções cutâneas Sim vermelhidão.

O que fazer se alguém me morder caravela portuguesa

  1. Retire os tentáculos da pele
    • Deve ser feito com luvas ou com qualquer objeto útilporque o veneno pode ser transmitido de outro lugar.
  2. Aplicar água salgada na superfície afetada
    • Nunca você deve usar água purapois o contraste da salinidade fará com que mais veneno seja liberado e aumente a dor.
  3. Para reduzir a dor, você pode aplicar frio
    • você pode usar um Saco de gelo em intervalos de 10-15 minutos, deixando mais 5 de descanso.
  4. Evite a exposição ao sol
    • Uma vez que a área foi lavada, é importante eevitar a exposição ao sol. Também não é recomendado coçar a ferida.

Ao contrário das águas-vivas ou geleiascomumente visto em praias sonorasna mordida de caravela portuguesa não é aconselhável aplicar urina sem vinagre.

Se os sintomas de dor Sim coceira não diminua é aconselhávelir a um centro de saúde um especialista para prescrever o tratamento mais adequado.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.