Os civis lideram 90% dos exércitos da OTAN e 40% dos membros do Conselho de Segurança da ONU.

Dos 30 países que compõem a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), considerada a maior aliança militar do mundo, apenas Estados Unidos, Reino Unido e Turquia têm um soldado à frente de seus exércitos e os dois primeiros estão em retiro.

Além disso, nove são mulheres (representando 30%) e são elas que lideram os exércitos da Alemanha, Bélgica, Canadá, Espanha, Macedônia, Montenegro, Holanda, Portugal e República Tcheca.

Enquanto isso, das 15 nações que compõem o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), seis são lideradas por um militar.

O Conselho de Segurança tem cinco membros permanentes que são China, França, Rússia, Reino Unido da Grã-Bretanha e Estados Unidos e 10 membros não permanentes que são Albânia, Brasil, Emirados Árabes Unidos, Gabão, Gana, Índia, Irlanda e Quênia. ., México e Noruega.

Dos cinco membros permanentes China, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos, seus exércitos são liderados por militares e dos outros 10, que não são permanentes, apenas dois, México e Brasil, têm secretário militar.

Por outro lado, dos 20 países que compõem a América Latina, oito são liderados por civis, dois não têm exército e 10 são comandados por militares e estes são México, Brasil, Cuba, l Equador, El Salvador, Guatemala, Paraguai , Peru, República Dominicana e Venezuela.

diego.badillo@eleconomista.mx

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *