Parabéns a um médico guaimaro, cubano e internacionalista

Doutor Amparo Acea Valdés.  Foto retirada do Facebook

Nov 2022.- Nesta pequena ilha caribenha, há muitas mulheres que validam a máxima Tudo é possível! A que hoje vos apresentamos multiplica este preceito e o cumpre, porque no seu seio está este labirinto de paixões do qual já não quereríeis sair.

Guaimaro tudo a identifica por seus passos firmes na calçada que lhe abre caminhos, porque ela sabe bem que cada um de seus traços marca um trabalho, um fazer, um sentimento e uma oferta constante de ternura ao próximo grata por seu gesto benevolente, do seu sorriso inspirador e do significado do seu nome Amparo, que nada mais é do que proteção. Seria esse o motivo que a levou a escolher o trabalho mais humano que existe? Medicamento.

Muitos de seus amigos e conhecidos dizem em bons termos cubanos que não precisam quebrar a cabeça para descobrir como chegar ao médico que é o protagonista desta história, porque Amparito, como é chamado em sua cidade natal, é mestre de cor como abordar as pessoas. , paciente ou não, para ensiná-los que apesar das provações que a vida impõe, ele é lindo.

A atriz principal desta obra humana e altruísta iniciou seu belo trabalho em 1989 na área de saúde de Cascorro. Trabalhou nos consultórios de médicos de família e enfermeiras, ocupou o cargo de subdiretora de higiene e epidemiologia em sua comunidade com muita seriedade e respeito até que em 1998, inicia a especialidade em Camagüey.

O ‘2002’ marcou o seu regresso a Guáimaro, a partir desse momento a sua história começou a crescer. Ela soube ser uma realizadora e também uma mulher internacionalista, na sua aprovação acalenta com orgulho a sua passagem pela República Bolivariana da Venezuela em ‘2003’, concretamente no Estado de Portuguesa, onde permaneceu até ‘2007’.

De sua estada lá, ele lembra com muito carinho o calor do povo, seus pacientes transformados em amigos, seus reconhecimentos, entre os quais a primeira ordem de Francisco de Miranda concedida pelo Comandante Supremo. Hugo Rafael Chávez Frias.

A Venezuela abriu caminhos para que ele fortalecesse seu auto-aperfeiçoamento, neste país irmão se formou como professor e também obteve um mestrado em doenças infecciosas. Em ‘2015’ outras terras reivindicaram seus modestos esforços, foi quando ele disse sim para cumprir seu dever na Guatemala. Sua primeira aventura solidária nesta região da América Central foi assumida até ‘2013’, por acaso em ‘2017’ ele retornou a este país carente.

Amparo é hoje um especialista em medicina cubana que acorda todos os dias com a coragem e a promessa de transformar a missão confiada em uma experiência extraordinária que emociona, porque só o amor gera amor, só a atenção fecunda a vida.

Mãe de um filho, Carlos Antonio Rosado Acea, avó de um neto precioso, filha de Pedra Esperanza Valdés Pérez, exemplo a seguir, Amparo Acea dialoga com ardor e confessa de forma dinâmica e sem pensar! estão sempre abertos para você, para eles, para todos! Esta frase, sem dúvida, confirma sua hospitalidade e que faz com que todos se sintam como uma família, uma união exaltada pelo apoio sincero e altruísta de um médico guaimaro, cubano e internacionalista, chamado: Amparo Acea Valdés.

Francisco Araújo

"Nerd de álcool. Leitor. Especialista em música. Estudante típico. Jogador irritantemente humilde. Especialista em zumbis. Solucionador de problemas sutilmente encantador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *