Portugal declara nível máximo de risco em mais de 100 concelhos devido a incêndios florestais

AA- O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta segunda-feira o risco de incêndios florestais ao seu nível máximo de risco em mais de 100 concelhos continentais, enquanto os restantes concelhos se mantêm em níveis “elevados” ou “muito elevados” risco” devido à onda de calor extremo que o país português enfrenta.

Três incêndios iniciados no passado fim-de-semana continuam a arder e fora de controlo no norte do país.

Em declarações aos jornalistas, o comandante nacional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), André Fernandes, alertou que será “difícil” controlar estes incêndios devido às altas temperaturas e à mudança dos ventos.

Só nos últimos três dias, as autoridades portuguesas detetaram e extinguiram cerca de 215 incêndios florestais. Da mesma forma, anunciaram que iriam declarar “estado de calamidade” para o Parque Natural da Serra da Estrela, com 25% da sua área total afetada por cinco grandes incêndios florestais até ao momento este verão.

O último incêndio do parque, no qual várias pessoas ficaram feridas, foi controlado na semana passada. Agora as autoridades estão avaliando os danos causados ​​pelos incêndios à flora e fauna únicas do parque.

Incêndios florestais na Espanha

Por seu turno, o Presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, anunciou que amanhã o Conselho de Ministros irá declarar o município de Bejís, na comunidade autónoma de Valência, “e o resto dos territórios devastados” uma “zona afectada por um emergência da protecção civil”. por causa dos incêndios neste verão.”

“Área afetada por uma emergência de proteção civil” é o termo oficial que as autoridades espanholas usam para se referir a uma área como “área catastrófica”, como lembrou Sánchez durante sua aparição perante a mídia em Bejís.

Sánchez acrescentou que a Espanha vive o verão mais quente desde que os registros começaram em 1961, com mais de 223.000 hectares queimados e mais de 270.000 pessoas forçadas a evacuar suas casas nos últimos meses devido a incêndios.

O primeiro-ministro alertou que os especialistas prevêem que os próximos verões serão ainda mais quentes.

(Agência Anadolu)

Filomena Varela

"Desbravador do bacon. Geek da cultura pop. Ninja do álcool em geral. Defensor certificado da web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *