Uma final frenética | Todas as notícias de Palência

Dois atletas representaram ontem à noite o atletismo Palencia no Estádio Olímpico de Munique (Alemanha) na final direta dos 5.000 metros do Campeonato Europeu de Atletismo ao Ar Livre, Marta García e Carla Gallardo, enquanto hoje será a vez de Óscar Husillos mais uma vez , desta vez no revezamento 4×400 da equipe espanhola.

As Palencianes entraram em confronto, tentaram continuar a corrida apesar da tremenda mudança de ritmo marcada pela turca Yasemin Can, o que foi até contraproducente para ela, pois acabou sendo ultrapassada pelo alemão Konstanze Klosterhalfen, que se proclamou campeã com total autoridade. Primeiro Carla Gallardo foi vista, pela corda, corajosa, entre as melhores. Marta García correu um pouco mais atrás, abrigada. Até que a mudança decisiva de raça venha.

A turca liderava a meio caminho (após 2.500 metros no ringue alemão) e quebrou a prova, privando os espectadores espanhóis de ver a evolução das suas três representantes (a terceira foi Cristina Ruiz) ao longo do espetáculo. da RTVE.

Nesta altura, Marta já é décima segunda, posição que ocupará praticamente até ao final da prova, com um bom ritmo, o que lhe permite melhorar o seu recorde pessoal que coloca aos 15’23”36. . Carla terminou em décimo quarto, mas perdeu duas posições nos últimos 200 metros. Décimo sexto, assinado 15’52”64.

A final começou com atraso. Uma tempestade elétrica que caiu durante a noite em Munique atrasou seu início em 17 minutos – das 21h25 às 21h42 – nada menos que 22 atletas começaram. E a prova da rapidez com que foi executado foram os cinco recordes pessoais e três desistências que ocorreram.

EIXOS, NO 4X400. A segunda presença de Óscar Husillos d’Astudilla no Campeonato da Europa será esta manhã.

O velocista de Palencia foi descartado na última segunda-feira dos 400 metros individuais da série de qualificação, o que infelizmente o privou de disputar as semifinais na terça e a final na quarta (onde Matthew Hudson-Smith foi proclamado campeão continental). Apesar da decepção que isso significou para ele, essa eliminação (ele foi quinto na série) durante sua primeira apresentação no estádio olímpico de Munique lhe permitiu manter sua força para o evento coletivo.

A Espanha tem cinco atletas inscritos nos 4×400. Dois deles competiram apenas na segunda-feira (Palentino e Manu Guijarro), outro na segunda e terça-feira (Iñaki Cañal, que chegou às semifinais individuais) e outros dois não competiram, Samu Garcia e Lucas Bua. Deste quinteto sairão os quatro que hoje concorrem. A primeira semifinal, disputada pela Espanha, será às 11h10. Serão três vagas diretas para a final e mais dois playoffs a serem divididos entre as duas baterias para os melhores tempos. A Espanha enfrentará os rivais Polônia, Bélgica, Eslovênia, Alemanha, Holanda, Portugal e Suíça.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.