uma viagem mais autêntica ao Brasil

Uma visita a uma cidade de personalidade única, que atrai visitantes de todo o mundo para conhecer a primeira capital histórica do Brasil e que é ponto de encontro de culturas e raças.

Localizada no nordeste do Brasil, Salvador é conhecida como a cidade das igrejas, pois possui mais de 360 ​​em seu território, além de ser um polo de sol, praia e prazeres. A primeira cidade colonizada do Brasil é quase uma viagem no tempo.

Até 1763 Salvador era a sede da capital da Coroa Portuguesa na América e até o século XVIII era o principal porto do hemisfério sul. É reconhecida mundialmente por suas igrejas revestidas de ouro, seus casarões coloniais, sua culinária própria, o sincretismo encarnado na fusão de seus cultos e por uma população com forte herança africana que rendeu à capital a alcunha de “Roma negra”. », como Caetano Veloso descreve bem em sua canção Reconvexo.

Com calor quase o ano todo e natureza impressionante, quilômetros de praias e parques ecológicos, a capital baiana e seu entorno garantem lazer para todos os perfis de visitantes. A seguir, o essencial.

Pelourinho e centro histórico

Esta zona da cidade conserva muitos palacetes dos séculos XVI, XVII e XVIII, que albergam lojas, museus, restaurantes e centros culturais. Reconhecido como o maior conjunto arquitetônico colonial da América, muitos espetáculos culturais acontecem na região; os mais populares são os ensaios coletivos de bateria Olodumfesta garantida. A casa onde viveu o escritor Jorge Amado Com a esposa e colega Zélia Gattai, ele também é parada obrigatória no Pelô (nome carinhoso dado ao bairro), monumento de arte e amor à Bahia.

igrejas

O património arquitectónico e as amostras de arte sacra conseguem atrair até quem não é crente; Em Salvador, a fé e a fusão de cultos estão presentes em vários templos emblemáticos e festas populares. Entre os templos católicos mais renomados está a Igreja de São Francisco, localizada no Pelourinho, foi construída entre os séculos XVII e XVIII e é considerada uma das sete maravilhas de origem portuguesa. Seus azulejos portugueses do século XVIII são adornados com talha dourada e símbolos barrocos brasileiros como folhas, pelicanos, flores e anjos.

Não muito longe fica a Catedral Basílica de Salvador, considerada a “mãe” de todas as igrejas católicas brasileiras. O brilho de seus 13 altares folheados a ouro deixa os visitantes sem palavras; 50.000 folhas de ouro e 5.000 folhas de prata foram usadas para sua construção. A Igreja do Senhor do Bonfim está localizada na única linha de morros da Península de Itapagipe e é conhecida pelas fitas coloridas que são amarradas aos seus degraus (e aos pulsos dos visitantes) e nos nós dos quais estão contidos os desejos dos devotos. quem o visita.

festas populares

De dezembro a fevereiro, Salvador tem uma programação de festas religiosas cativantes, conhecidas como Festas de Largo, que combinam missas, procissões e muita animação. Além das festas religiosas, há as comemorações do Carnaval da Bahia, um dos mais conviviais e animados do mundo e que será comemorado novamente em 2023 após uma longa pandemia por conta da pandemia.

lanterna da barra

Ideal para apreciar o pôr-do-sol, está localizado numa típica fortaleza portuguesa e no seu interior existe um pequeno museu em que se encontram fragmentos da história da cidade, navegadores, colonos, escravos e o próprio farol. boa cafeteria. A cerca de 30 quilômetros, vale a pena se aproximar do Farol de Itapuá, na praia de mesmo nome e onde a casa que pertenceu ao poeta Vinicius de Moraesque dedicou ao local uma das mais belas canções da música brasileira: Tarde em Itapuá.

Gastronomia

Frutos do mar, peixes, temperos, coco e feijão são os ingredientes essenciais da culinária baiana, renomada em todo o Brasil. Dois dos pratos de assinatura são as moquecas (um empadão de marisco e peixe com leite de coco, óleo de dendé e uma grande variedade de especiarias) e o acarajé (um croquete de farinha de feijão frito recheado com gambas). Mas a lista é longa, tanto que a gastronomia baiana tem até museuum dos momentos mais interessantes da visita.

Praias

Salvador da Bahia tem uma particularidade: possui praias banhadas pela baía de Todos los Santos e outras voltadas para o Oceano Atlântico. As voltadas para a baía, como a famosa Praia da Barra e a Praia do Mam, oferecem um mar calmo onde se formam piscinas naturais de águas cristalinas e mornas, ideais para nadar, mergulhar e sair com as crianças. Da praia do Farol da Barra, o mar é do Atlântico e as ondas são mais altas, há, entre outras, as praias de Stella Maris e Flamengo.

Como chegar. De avião, de Assunção há vários voos semanais para Salvador. A distância entre Assunção e Salvador é de 3.128 km, ou seja, a viagem dura cerca de um dia e meio de carro, quase três dias de ônibus.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.