Vitórias de Real Madrid, PSG e City no início da Liga dos Campeões

▲ Karim Benzema, o melhor futebolista da UEFA na época passada, saiu com uma pancada no joelho esquerdo na vitória por 3-0 dos Los Blancos sobre o Celtic.foto afp

foto

▲ Entretanto, Kylian Mbappé, que supera o recorde do defesa Juan Cuadrado, bisou na vitória dos parisienses por 2-1 sobre a Juventus.Aplicativo de fotos

AFP

Jornal La Jornada
Quarta-feira, 7 de setembro de 2022, pág. a10

Glasgow. O Real Madrid iniciou ontem a defesa do seu 14º título da Liga dos Campeões da Europa com uma estrondosa vitória por 3-0 sobre o Celtic Glasgow, num jogo marcado pelo soco blanco, que perdeu Karim Benzema por lesão e Eder Militão.

Os gols saíram do brasileiro Vinicius (aos 56 minutos), croata Luka Modric (60) e belga Eden Hazard (77) para uma equipe merengue já líder do Grupo F, ao lado do Shakhtar Donetsk, que por sua vez surpreendeu por 4 a 1 no chão de Leipzig.

O treinador da equipa madridista, Carlo Ancelotti, optou pela sua gala XI, aquela que venceu o com orelhas grandes número 14 em Paris (depois de vencer o Liverpool por 1-0) e da Supertaça Europeia em Helsínquia (derrotando o Eintracht por 2-0), mas já com o jovem francês Aurélien Tchouameni na delicada posição de sentinela ocupada por Casemiro, agora no Manchester United.

Com o internacional francês no centro, o Real Madrid ofereceu a versão descafeinada do plantel por uma hora que surpreendeu o mundo há alguns meses. Mas três garras serviram para não falhar na estreia.

Benzema ficou ferido

No entanto, não foi o dia de maior sorte para os espanhóis. Meia hora de jogo, eles perderam Benzema, o melhor jogador da UEFA da temporada, com uma pancada no joelho esquerdo, que foi substituído por Hazard.

Ele herdou a braçadeira de capitão de Modric, que comemorou seus 100 jogos no lendário Celtic Park com um gol Campeõesum curso bem frequentado em que ganhou cinco edições.

O zagueiro brasileiro Eder Militão também não pôde continuar devido a uma lesão, que foi perdida no segundo tempo devido a um desconforto na perna esquerda. Ele foi substituído pelo alemão Antonio Rudiger.

O Celtic, no seu regresso à elite europeia, deixou uma impressão agradável, com um jogo atractivo e soube abalar o rei continental reinante. Ele chegou muito perto de marcar aos 21, mas Callum McGregor acertou a trave com um míssil a 20 metros do gol.

Passar pelo vestiário não mudou a cara do Real Madrid, excessivamente relaxado e concedendo oportunidades para seus descuidos defensivos.

Quando parecia que ele não iria acordar, o time branco puxou a garra. Ele abriu o placar com um rascunho do gol que serviu para levantar a Campeões anterior, com o Uruguai Valverde no contra-ataque com força na ala, sacando na trave e um Vinicius definitivo.

O veredicto caiu rapidamente. Hazard começou como seus melhores tempos e segurou na área. Modric recebeu, que serviu um corte para varrer dois rivais antes de marcar.

No final, Hazard só teve que empurrar para o gol, aproveitando um passe de Dani Carvajal, culminando de um longo jogo em que a equipe branca dançou para os anfitriões.

Por seu lado, o Sevilha não conseguiu com o empurrão do Manchester City, que venceu por 4-0 na capital andaluza graças a dois golos do seu sensacional avançado Erling Haaland.

Golos do norueguês (20 e 67), bem como de Phil Foden (58) e Ruben Dias (90+2) prolongaram a série de derrotas do Sevilha no início da época, que se encontra na terceira posição do sector G.

A paixão do Borussia Dortmund

A chave é liderada pelo Manchester City empatado em pontos com o vice-campeão Borussia Dortmund, que também venceu o rival andaluz Copenhague por 3 x 0 na próxima semana.

No Grupo H, o Paris Saint-Germain abriu com uma vitória sólida (2-1) sobre a Juventus graças a um bis de Kylian Mbappé (5 e 22), enquanto o americano Winston McKennie fechou a vantagem para a equipe de Turim (53). Por sua vez, o Benfica venceu o Maccabi Haifa por 2-0, pelo que portugueses e franceses partilham a liderança.

A grande surpresa desta primeira jornada veio na Croácia, onde o Dínamo Zagreb venceu o Chelsea graças a um golo solitário de Mislav Orsic no primeiro tempo (13).

Graças à vitória, o Dínamo lidera o Grupo E, já que no outro duelo decisivo, Salzburg e Milan empataram com um gol.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *