Cooper, o mais rápido nas semifinais do K1 500 do Campeonato Mundial

Eele espanhol Marcus Cooper Walz vai lutar pelo título de K1 500 do Campeonato Mundial de Canoagem Sprint, depois de perceber nesta sexta-feira o melhor tempo nas semifinais.

O maiorquino terminou em primeiro na primeira semifinal com um tempo de 1m41s89, seguido pelo alemão Jakob Thordsen (1m42s68) com 0s79. O português Fernando Pimenta venceu a segunda semifinal (1m42s78) e o australiano Jean Westhuyzen (1min42s02) na terceira.

Com este resultado, Cooper optar neste sábado por uma nova medalha da Copa do Mundo para somar a oitava, após as medalhas de ouro obtidas no ano passado em K2 500 em Copenhaga e Racece (República Checa) 2017, as medalhas de prata em K4 500 em Szeged (Hungria) 2019, Racece 2017 e Montemor-o-Velho (Portugal) 2018 e em K2 500 em Milão 2015, além de bronze no K1 500 em Moscou em 2014.

O remador de 27 anos também soma a prata no K4 500 nas Olimpíadas de Tóquio ao seu recorde com Sal Craviotto, Carlos Arvalo e Rodrigo Germade, que se juntou aos conquistados no evento K1 1000 no Rio de Janeiro 2016.

Por sua vez, Paco Cubelos qualificou-se para a final K1 1000. O remador de Talavera de la Reina (Toledo) terminou em terceiro na segunda semifinalcom o tempo de 3m45s05, 1.55 atrás do australiano Thomas Green (3m43s50), que derrotou o espanhol e chinês Dong Zhang (3m44s06).

o o melhor tempo foi conseguido pelo português Fernando Pimenta (3:39.49)atual campeão mundial, vencedor da primeira semifinal.

Isabel Contreras não conseguiu entrar na final A do K1 500 e Manuel Fontn também no C1 500. A ceut terminou em quarto lugar em sua semifinal (1m59s48), 3s64 atrás da campeã olímpica Lisa Carrington, da Nova Zelândia, assim como a galega, que terminou 2.05 atrás do tcheco Martin Fuksa, recordista mundial. em 2018 (1m43.669

Dentro C2 500m feminino Mara Moreno e Mara Prats não tiveram opção de disputar a finalterminando em quinto em sua semifinal (2m12s24), 4s64 atrás das canadenses Katie Vincent e Sloan Mackenzie.

Primeira medalha na paracanoagem

John Anthony Vallée conquistou a primeira medalha de ouro da delegação espanhola na categoria Paracanoa KL3 200. A Extremadura estabeleceu um tempo de 4,18, à frente do britânico Robert Oliver (41,70) e do australiano Dylan Littlehales (41,76) e soma ao seu recorde, que já incluía o bronze conquistado em Copenhaga 2021 em setembro passado e a prata em Szeged (Hungria) em 2019.

Nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, realizados há um ano, ele conquistou um diploma olímpico com seu sétimo lugar nos 200 metros de caiaque KL3.

Na outra final de paracanoagem com presença espanhola, disputada esta sexta-feira Adrian Castao terminou em sexto na KL1 200 (57,71).

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.