Aplicativos de mídia social, o ingresso dos torcedores mexicanos para a Copa do Mundo no Catar

Há uma comitiva de torcedores mexicanos que estarão conectados à Copa do Mundo no Catar o tempo todo. Estes são os que vivem no mundo dos aplicativos de mídia social.

A Copa do Mundo de 2022 também será uma competição entre as quatro principais redes sociais do mundo: Instagram, Twitter, Facebook e agora o Tik Tok terá que mostrar suas métricas. Atualmente, o TikTok está disponível em 154 países com mais de 1 bilhão de usuários e a população é majoritariamente de pessoas com menos de 30 anos. No México, o aplicativo tem 46,02 milhões de usuários maiores de 18 anos, número registrado pela consultoria estatística ByteDance no início de 2022.

“A novidade será 100% TikTok porque no geral é muito forte devido à audiência que tem. Além disso, as plataformas de streaming permitirão que mais pessoas assistam aos jogos acessando e usando-os em telefones. Os fãs mexicanos no Catar terão influenciadores e conteúdo criadores que serão essenciais para comunicar “cor” no dia a dia, substituindo o que antes víamos em mídias tradicionais como Televisa ou TV Azteca. grandes canais de TV não carregarão muitos equipamentos ou drivers. Com plataformas, redes sociais e outros tecnologias, uma Copa do Mundo pode ser coberta sem a necessidade de trazer uma equipe inteira”, explica Gerardo Sordo, CEO da Brand Me, plataforma de marketing de influenciadores.

A Meta, empresa que reúne Instagram, Facebook e Twitter, apresentou em agosto passado o estudo “Seasonal Insights-World Soccer Championship” que revelou duas grandes teses: 76% dos torcedores mexicanos vão acompanhar a Copa do Mundo este ano e 84% pretendem faça isso. , mesmo que a seleção mexicana seja eliminada. Além disso, estima-se que 4 em cada 10 pessoas prestarão atenção aos conteúdos relacionados ao evento.

Em detalhe, Meta compartilhou com El Economista os times de futebol mais seguidos pelos torcedores mexicanos. No Instagram, destacam-se México (@miseleccionmx), França (@equipedefrance), Portugal (@portugal), Argentina (@afaseleccion) e Espanha (@sefutbol). No Facebook, os favoritos são o Club América, a seleção mexicana, o Real Madrid e o FC Barcelona.

Quanto aos jogadores mexicanos mais seguidos no Instagram, são eles: Raúl Jimenez (@raulalonsojimenez9), Guillermo Ochoa (@yosoy8a), Diego Lainez (@diego_lainez) e Edson Alvarez (@edsonnalvarez).

Vendo a Copa do Mundo como uma oportunidade que permite que os anunciantes façam campanhas para expandir seus negócios e alcançar novas pessoas, o estudo relata que 63% dos entrevistados disseram que fariam uma compra durante o campeonato. As marcas também vão jogar em campo: 48% do público estão ansiosos para ver quais anúncios as empresas prepararam e 54% disseram que deveriam interagir com as marcas via Facebook ou Instagram durante o evento.

De acordo com os cálculos da Brand Me, durante a Copa do Mundo, os patrocinadores devem gastar mais de 40 milhões de pesos para aparecer nas redes sociais da seleção mexicana, enquanto das redes da Copa do Mundo de Futebol deve investir mais de 120 milhões, levando em conta o fato que os postos são vendidos por parcela.

Em relação ao alcance estimado por publicação da conta oficial da seleção mexicana e da Copa do Mundo da FIFA, as marcas devem observar que a primeira já tem um alcance de 3,97 milhões, e a segunda atinge uma audiência segura de 19,18 milhões. setor entre 18 e 35 anos.

marisol.rojas@eleconomista.mx

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.