Reabertura do pronto-socorro do hospital Acarigua-Araure

As salas de emergência e coronárias do Hospital Jesús María Casal Ramos, em Acarigua-Araure, foram reabertas após um processo de reconstrução e equipamentos que ampliou a capacidade de atendimento nas duas áreas do centro de atendimento principal da zona norte de Portuguesa.

As unidades foram reabertas pelo governador Primitivo Cedeño para a comemoração do aniversário de Araure, que comemorou nesta quarta-feira 328 anos de fundação. “Estamos felizes em entregar este trabalho ao município que trará tranquilidade aos pacientes e, além disso, garantirá aos nossos médicos e funcionários espaços dignos para realizar seu trabalho”, disse.

O pronto-socorro, antes capaz de atender 14 pacientes, agora conta com 24 novos leitos, tomadas de oxigênio na parede, área de trauma de choque, sala de médicos e loja de insumos, enquanto a unidade coronariana foi equipada com seis leitos , os equipamentos de última geração e suas instalações eram adequados para o atendimento ideal dos pacientes cardíacos.

A reabilitação dos dois espaços incluiu a impermeabilização dos tectos, a pintura interior e exterior, a construção de troços de esgotos e casas de banho e salas de espera, bem como a instalação de novos equipamentos de ar condicionado e iluminação com tecnologia LED.

O trabalho foi realizado pelo Estado e pela prefeitura de Araure, em equipe e por administração direta. “Os empresários estão aqui; Nós nos esforçamos em tempos difíceis”, disse Cedeño.

Dieta hospitalar completa

A renovação e ampliação destas duas salas faz parte do plano geral que o Governo de Portuguesa colocou em prática para recuperar as infra-estruturas do hospital de tipo III que serve os habitantes de Acarigua, Araure, San Rafael de Onoto, Turén, Esteller e San Rosalía.

“Enquanto tivermos recursos, vamos investir pouco a pouco e vamos chegar a todas as áreas deste centro”, disse o governador Primitivo Cedeño.

Como parte desse plano, as emergências pediátricas e neonatais e a unidade de diálise estão atualmente em processo de intervenção.

Cedeño salientou que as obras do Casal Ramos não se limitam às infraestruturas mas incluem também os serviços básicos e disse que “em sete meses colocamos quatro bombas submersíveis no poço que serve o hospital”, devido a falhas elétricas que provocam avarias no sistema mecânico . e os componentes eletrônicos do poço.

Na reabilitação mais centros de saúde

Em Portuguesa, outros centros de saúde estão sendo reabilitados e mantidos, incluindo os hospitais de Píritu, Biscucuy e Guanare e os Centros de Diagnóstico Integral (CDI) de Santa Rosalía, El Progreso e Leonidas Ramos em Guanare.

“Estamos a fazer um esforço para que os portugueses tenham centros de saúde em óptimas condições e embora a situação económica do país seja muito difícil, os orçamentos regionais são bastante reduzidos, estamos a trabalhar para atenuar as situações”, disse o presidente do Estado .

Informou que o Hospital Guanare está começando a impermeabilizar o teto do bunker de oncologia e que o restante desta unidade em breve será retomado para reativar tratamentos de radioterapia e atender pacientes com câncer.

novas ambulâncias

Já começaram a chegar a Portuguesa novas unidades que serão integradas à rede estadual de ambulâncias para fortalecer sua capacidade operacional nos 14 municípios e garantir um serviço de mobilização gratuito aos pacientes que dele necessitem.

De acordo com Cedeño, com essas aquisições “será consolidada uma das maiores redes de ambulâncias do país e teremos em Portuguesa”.

Defendeu que o objectivo de reforçar este serviço e os centros de assistência não é outro senão “manter, proteger e cuidar da saúde dos portugueses”.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.