Exibição de Gonçalo Ramos coloca Portugal nos quartos-de-final após vencer a Suíça

Portugal levou o último bilhete para o quartas de final do Mundial do Qatar 2022, após a derrota (6-1) suíçograças ao ‘hat-trick’ de Gonçalo Ramos e os golos de Pepe, Rafael Guerreiro e Rafael Leão, em grande atuação do avançado do Benfica, que substituiu o suplente Cristiano Ronaldo.

Marrocos venceu a Espanha nos pênaltis

Consulte Mais informação

Fernando Santos Optou pelo jogo direto e combinatório, ainda que sem o seu grande capitão no onze inicial. Seu nível não era dos melhores e no final o técnico, que não gostou dos comentários do craque português quando foi substituído contra a Coreia do Sul, decidiu contra ele inicialmente. Uma aposta arriscada mas eficaz, graças ao papel extraordinário de Gonçalo Ramos, que foi o melhor do género.

Assim, a seleção portuguesa não notou a ausência de cinco vezes bola de Ouro e logo se livrou de um suíço combativo, que nada podia fazer contra um Portugal que saiu dominante e no primeiro tempo colocou sua passagem para as quartas de final nos trilhos. A partir de agora, os portugueses, que não passam dos oitavos-de-final desde 2006, terão pela frente Marrocos, depois da vitória dos “Leões do Atlas” frente à Espanha nas grandes penalidades.

Os de Fernando Santos, em todo caso, não encontraram a resistência esperada nos de Murat Yakine, privados do seu ritmo elétrico pela solidez dos portugueses e oprimidos por uma certa fragilidade defensiva. E é que a resistência da equipe suíça estourou logo após o primeiro quarto de hora.

João Félix colocou uma bola medida na área a Gonçalo Ramos, substituindo neste jogo Cristiano Ronaldo, pelo que o avançado olhão fez um controlo direcionado para o pé esquerdo e rebentou com um remate ao qual o guarda-redes suíço pouco ou nada pôde fazer. Portugal cresceu depois do gol e quis aumentar o pênalti rapidamente, apesar da tentativa de Shaquiri de empatar o jogo com uma cobrança de falta potente.

kyle-walkers-defensor-inglaterra

Kyle Walker, o muro anti-Mbappé

Consulte Mais informação

Depois de meia hora de jogo, Bruno Fernandes enganchou uma bola do canto direito para o coração da área, onde apareceu Vovô para vencer o duelo contra os dois centrais e mandar salvar a cabeça. Bons minutos de Portugal, que até teve o terceiro nas chuteiras de Gonçalo Ramos, mas a intuição de Sommer impediu o terceiro antes do intervalo.

O mesmo cenário continuou após o reinício e a intensidade com que os rapazes de Fernando Santos saíram do balneário rapidamente encontraram a sua recompensa. Gonçalo Ramos, antes de mais, assinou o seu gibão depois de terminar primeiro um cruzamento ao poste próximo de Diogo Dalot e depois de Rafael Guerreiro terminar uma grande jogada coral para fazer o 4-0 no marcador, quando ainda não tinha passado a hora.

Apesar de tudo, os comandados de Murat Yakin não desistiram e diminuíram a diferença no marcador graças aos dois Manuel Akanji, que marcou primeiro para sua equipe após completar um escanteio. No entanto, Portugal ainda não deu a última palavra e assinou a ‘mãozinha’, graças a um craque Gonçalo Ramos, que condenou o embate com o seu ‘carta da manga’.

a estrela de benfica Ele reapareceu nas entrelinhas para, desta vez, definir o goleiro com um “fino” e mandar a bola para o fundo das redes. Leão fechou a vitória nos acréscimos após acertar um chute da lateral da área, que após acertar uma grande jogada deslizou pelo lado suíço.

Dani-Alves-Equipe-Brasileira

Dani Alves: ‘Messi está em um momento brutal, mas estamos focados na Croácia’

Consulte Mais informação

FOLHA TÉCNICA.

–RESULTADO: PORTUGAL, 6 – SUÍÇA, 1 (2-0, ao intervalo).

–LINE-UPS.

PORTUGAL: Diogo Costa; Guerreiro, Pepe, Ruben Dias, Dalot; Willian Carvalho, Otávio (Vitinha, min. 73), Bernardo Silva (Neves, min. 81), Bruno Fernandes (Leão, min. 87); João Félix (Cristiano Ronaldo, min. 73) e Gonçalo Ramos (Horta, min. 73).

SUÍÇA: verão; Schar (Comert, min. 46), Akanji, Rodríguez; Freuler (Zakaria, min. 54), Xhaka, Sow (Seferovic, min. 54), Fernandes, Vargas (Okafor, min. 66), Shaqiri; e Embolo (Jashari, min. 89).

–METAS.

1 a 0, minuto 17. Ramos.

2 a 0, minuto 33. Vovô.

3 a 0, minuto 51. Ramos.

4 a 0, minuto 55. Guerreiro.

4-1, minuto 58. Akanji.

5 a 1, minuto 67. Ramos.

6-1, minuto 92. Leão.

–ÁRBITRO: César Arturo Ramos (MEX). Ele repreendeu Schar (min.43) e Comert (min.59) pela Suíça.

–ESTÁDIO: Lusail.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *