O mundo aguarda a estreia de Lionel Messi no Catar 2022

A Argentina enfrentará a Arábia Saudita nesta terça-feira em seu primeiro jogo da Copa do Mundo no Catar 2022da qual chegou como um dos favoritos pela condição de campeão da América e pela vigência do maior tempo invicto de sua história.

Onde ver Argentina Arábia Saudita

O estádio Lusail, palco da final a 18 de Dezembro, vai receber 80.000 espectadores para a estreia da equipa comandada por Lionel Messi no Grupo Cque acontecerá a partir das 7h na Argentina (13h no horário local) com arbitragem do esloveno Slavko Vincic e transmissão de televisão pública, TyC Sports e DSports.

Messi, 35, será consagrado como o primeiro jogador de futebol argentino a jogar em cinco Copas do Mundo tendo marcado presença consecutivamente na Alemanha 2006, África do Sul 2010, Brasil 2014 e Rússia 2018.

Desta forma ele entrará no grupo seleto que integram os mexicanos Antonio Carabajal Sim Raphael Marquezalemão Lottar Matthaus e italiano Gianluigi Buffone ao qual serão adicionados nesta mesma edição os astecas Guillermo Ochoa Sim Andrés Guardado e os portugueses Cristiano Ronaldo.

Lionel Messi vai quebrar o recorde de aparições na Copa do Mundo na seleção na próxima quarta-feira, 30, contra a Polônia, caso joguem os três jogos da primeira fase. Por enquanto, nesta terça-feira vai igualar Javier Mascherano com 20 jogos e ele vai ficar longe de Diego Maradona.

Argentina e Arábia Saudita jogam pela primeira vez em uma Copa do Mundo

Os primórdios do jogador do Paris Saint-Germain pouco antes da Arábia Saudita, país vizinho do Catar, grande potência econômica e onde “Lío” desperta admiraçãocausou isso um dos jogos mais procurados nas várias fases de venda de bilhetes.

Argentina enfrentará os sauditas pela primeira vez na história da Copa do Mundo da FIFA e em caso de vitória ou empate vai igualar a invencibilidade de uma seleção nacional em toda a história do futebolque pertence à Itália (2018-2021) sob o comando de Roberto Mancini, com 37 jogos.

La Scaloneta, vencedora da seleção italiana na Finalíssima em junho passado em Londres, última derrota contra o Brasil em 2 de julho de 2019 para a Copa América e desde então acorrentou 25 vitórias e 11 empates isso permitiu que ele conquistasse dois títulos após uma seca de 28 anos.






“A Argentina somos nós”, diz o Corriere dello Sport

Os dias de incerteza estão para trás

Seleção Argentina fica para trás dias de incerteza quanto à formação da lista final para o Catar 2022, cujos atacantes Nicolás González e Joaquín Correa tiveram de ser descartados devido a lesão.

os defensores Cristiano Romero Sim Marcos Acuna; meia-atacante Alejandro “Papu” Gomez; e os grevistas Paulo Dybala Sim Lautaro Martinez Também estiveram em observação mas apresentaram uma recuperação que agradou ao diretor técnico. A mesma coisa aconteceu com Nicolau Tagliafico.

Scaloni manteve o nível de exigência ao máximo e colocar como condição disponibilidade de cem por cento de todos os jogadores desde o primeiro jogosempre considerado chave no início de uma Copa do Mundo.

Caso a caso, na anterior edição russa, a “Albiceleste” surpreendeu com a estreia da Islândia (1-1) e teve que sofrer pela classificação com uma vitória sofrida contra a Nigéria na última data em sua área.

Argentina é favorita no Catar

Em suas 17 participações em Copas do Mundo, Argentina venceu 11 vezes no primeiro jogo, perdido 5 vezes Sim anexado uma vez.

A seleção nacional será fortemente favorecida nesta terça-feira em Lusailonde se espera uma forte presença argentina, complementada por o apoio dos torcedores que a seleção nacional tem nos países do sul da Ásia com forte presença migratória no Catar (Índia – onde eles acabaram de fazer uma gigantografia-, Bangladesh, Paquistão, Nepal e Sri Lanka).

Com seis entradas, A Arábia Saudita compartilha o número recorde de aparições na Copa do Mundo entre as nações do Oriente Médio com o Irã. Eles só passaram da fase de grupos nos Estados Unidos em 1994, quando foram eliminados pela Suécia nas oitavas de final.

A seleção árabe é comandada pelo francês Hervé Renard, 53 anos, que substituiu o argentino Juan Antonio Pizzi no início de 2019, e A base de sua equipe é formada por jogadores do clube Al-Hilal, dirigido por Ramón Díaz de La Rioja..

Arábia Saudita foi o primeiro selecionado para focar na Copa do Mundo de 2022 no Catar e disputou seis amistosos no mês passado.

* Correspondente especial, agência Telam

Suzana Leite

"Estudioso de viagens do mal. Totalmente viciado em café. Escritor. Fanático por mídia social. Estudante amigo dos hipsters."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *