O projeto europeu 5G-Mobix está a testar um veículo autónomo com tecnologia 5G na fronteira entre Espanha e Portugal

O projeto europeu 5G-Mobix realizou esta quarta-feira de manhã a primeira demonstração pública de condução autónoma suportada pela tecnologia 5G na fronteira entre Espanha e Portugal na Ponte Internacional de Tui (Pontevedra).

Assim, o principal objetivo do 5G-Mobix, uma iniciativa financiada pela União Europeia (UE) formada por parceiros de ambos os lados da fronteira como o Centro Galego de Tecnologia Automotiva (CTAG), é lançar as bases para a implantação de Corredores 5G, fornecendo informações sobre a capacidade e cobertura 5G necessárias para atender às demandas de veículos automatizados conectados. O segundo desafio é dar um forte impulso ao desenvolvimento de oportunidades comerciais em torno do 5G para serviços e aplicativos de assinatura.

O veículo, 100% elétrico e desenvolvido pela CTAG, foi apresentado à Tui com dois principais casos de uso: adaptação de velocidade, onde o ônibus autônomo desacelera ou para para evitar um pedestre graças às informações fornecidas pela infraestrutura e rede 5G; e condução remota em uma situação crítica, onde o veículo entrega o controle a um operador para dirigir remotamente a partir do centro de controle.

“Acreditamos que estes serviços ajudarão a melhorar a segurança rodoviária, a eficiência da gestão do tráfego e o conforto de condução, bem como reduzir as emissões de carbono. ”, disse o coordenador do projeto 5G-Mobix, Coen Bresser, de acordo com o CTAG e o 5G-Mobix em comunicado.

Além disso, as pistas do CTAG também receberam testes ao vivo como parte deste projeto. Concretamente, foram realizados testes onde um carro autônomo, em trânsito ao lado de veículos desconectados, recebe via 5G informações sobre a posição dos veículos nos principais eixos de tráfego, prevê suas trajetórias e adapta a velocidade para uma manobra de incorporação segura.

Outros testes focaram na atualização de mapas em tempo real, devido a obras rodoviárias, por exemplo. Assim, a unidade de bordo recebe os dados, compara-os com o seu próprio mapa e conclui que o seu mapa interno está obsoleto, alerta o condutor para retomar o controlo e passa a registar as informações captadas pelos sensores.

“Os testes realizados no âmbito do 5G-Mobix mostram o progresso feito com a tecnologia 5G aplicada à mobilidade conectada e automatizada em ambientes transfronteiriços. A CTAG orgulha-se de ter sido líder em testes entre Espanha e Portugal e o papel que o ônibus elétrico, autônomo e conectado poderia desempenhar neste projeto”, sublinhou o diretor de eletrônica e sistemas de transporte inteligente do CTAG, Francisco Sánchez.

Para além da CTAG, fazem parte da 5G-Mobix outros parceiros, como a Telefónica ou a NOS, no domínio das redes móveis, bem como a Nokia Espanha e a Nokia Portugal, responsáveis ​​pela infraestrutura de rede, para além da Direção Geral de Tráfego (DGT), entre outros.

Filomena Varela

"Desbravador do bacon. Geek da cultura pop. Ninja do álcool em geral. Defensor certificado da web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *