Bolsonaro recebe coração do imperador Pedro I durante as comemorações dos 200 anos da independência

MADRI, 24 de agosto (EUROPA PRESS) –

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, recebeu nesta terça-feira às portas do Palácio do Planalto, e sob o fogo dos canhões, o coração do imperador Pedro I, breve monarca português que proclamou a independência do país há 200 anos .

“Dois países unidos pela história, unidos pelo coração. Duzentos anos de independência, uma eternidade em liberdade. Deus, pátria, família! Viva Portugal! Viva o Brasil!”, gritou Bolsonaro durante o acolhimento do coração.

O coração chegou do Porto em uma urna dourada e foi recebido com honras militares após o desembarque na Base Aérea de Brasília.

Esta é a primeira vez que o órgão sai de Portugal e a partir de quinta-feira estará em exposição no Ministério dos Negócios Estrangeiros até 5 de setembro, por ocasião da comemoração dos 200 anos da independência brasileira.

No dia 8 de setembro, um dia após as comemorações da independência, regressará a Portugal, onde voltará a ser guardado no salão principal da Igreja da Confraria da Lapa, no Porto, onde Pedro I solicitou a sua conservação. de acordo com o testamento deixado em sua morte.

Embora a chegada dos restos mortais do monarca em solo brasileiro tenha sido aprovada do ponto de vista técnico pelo Instituto de Medicina Legal da Universidade do Porto e politicamente após votação na Câmara Municipal da cidade, no Brasil, gerou alguma polêmica pelos riscos ao coração e ao dinheiro investido.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.