Espanha na liderança e Portugal estagna | Esportes

Portugal caiu em Genebra e a Espanha aproveitou a oportunidade para invadir em Málaga frente à República Checa (2-0) o líder do grupo da Liga das Nações e deixar apenas pendurado para selar a passagem para a fase final da competição em setembro.

A equipa portuguesa falhou onde a Espanha recuperou a vitória há poucos dias e, nula no ataque devido à ausência de Cristiano Ronaldo, perdeu frente à Suíça (1-0). Agora a equipa de Luis Enrique acumula jogos ganhos e tornou-se dona da situação.

Foi com um golo de Carlos Soler após uma boa jogada de Marco Asensio e a segurança do guarda-redes Unai Simón que a equipa espanhola conseguiu a sua segunda vitória, a primeira em casa. Em Málaga. No segundo tempo, Pablo Sarabia ampliou o sucesso que só ocasionalmente foi desafiado por um rival que se animou no ataque quando viu os desequilíbrios defensivos que o goleiro do Athletic Club precisava resolver .

Com dois empates e duas vitórias, La Roja acerta seus compromissos, que com oito pontos e bons sentimentos estão um ponto à frente de Portugal, que visitará na virada do verão para definir plenamente o campeão do quarteto.

A Espanha foi mais longe na primeira parte do seu tour da Liga das Nações, que terminou bem, sem as dúvidas dos jogos contra a própria seleção checa há uma semana e também contra Portugal, que foi punido durante a sua transferência. para a Suíça.

A equipa portuguesa deixou para trás a solvência dos primeiros jogos. Sem Cristiano e com Bernardo Silva, Diogo Jota e Gonzalo Guedes entre os reservas, foi ultrapassado por um adversário que não tinha marcado. Três jogos e três derrotas resultaram no suíço, que protegeu a vantagem que havia conquistado aos dois minutos com um gol de Haris Seferovic após passe de Silvan Widmer.

Desesperadamente, Fernando Santos recorreu à lista que tinha deixado no banco, mas Portugal também não teve oportunidades óbvias que merecessem o golo.

Haaland disparou no Grupo 4 da segunda divisão frente à Noruega, que venceu a Suécia (3-2) e também beneficiou do empate entre Eslovénia e Sérvia (2-2). O novo reforço do Manchester City é garantia de golo. Um bis e uma assistência de Alexander Sorloth impulsionaram os ‘Vikings’ para Oslo. A equipa sueca não conseguiu evitar a terceira derrota consecutiva, apesar dos golos de Emil Forsberg e Viktor Gyokeres, que só serviram para cobrir o revés.

Erling Haaland amplia suas figuras. Decisivo nesta competição, na qual acumula cinco gols em quatro jogos e já soma vinte no total em suas vinte e uma partidas pela seleção.

A Noruega tem três pontos de vantagem sobre a Sérvia, que perdeu uma vitória tardia contra a Eslovénia de Oblak (2-2). Com Luka Jovic substituindo a equipe de Dragan Stojkovic, apesar da sequência de gols que encontrou na seleção, ele colocou o jogo nos trilhos com meia hora de 0-2. Andrija Zivkovic e Alensandr Mitrovic levaram os visitantes ao Estádio Stozice.

Mas em seis minutos, a Eslovênia destruiu todo o otimismo sérvio. Adam Gnezda Cerin fechou a diferença aos 48 e Benjamin Sesko empatou aos 54.

Na terceira divisão, na Liga C, a Grécia ampliou seus triunfos. A equipa do uruguaio Gustavo Poyet venceu o Kosovo (2-0) graças a um golo do ponta-de-lança do Celtic Georgios Giakumakis e outro de Petros Mantalos. Eles garantiram o seu status de líderes contra a equipe de Kosovo, seu principal perseguidor na tabela do Grupo 2.

Enquanto isso, a Irlanda do Norte e Chipre continuam sem vitórias. Mesmo o confronto entre os dois no Windsor Park, em Belfast, não permitiu que um dos dois vencesse (2-2). O prêmio foi para o norte-irlandês, que evitou a derrota nos acréscimos. Porque um bis de Andronikos Kakoulis deu aos visitantes uma vantagem clara. Paddy McNair fechou a diferença no 71º e Evans pegou a caixa de Ian Baraclough. Ambos compartilham a fila da mesa.

No Grupo 4, um empate sem gols contra a Bulgária foi suficiente para a Geórgia em Tbilisi manter o domínio. Foi a primeira partida que a equipe francesa de Willy Sagnol, que fez uma série impecável, não venceu.

A Macedônia está à espreita. Eles venceram Gibraltar (4-0) com dois gols de Bojan Miovski em um duelo que o jogador do Levante, Enis Bardhy, abriu e Darko Churlinov fechou.

Malta recuperou a vitória no quarto escalão, Liga D. Venceu o San Marino por 1-0, que perdeu tudo o que jogou.

Cristiano Cunha

"Fã de comida premiada. Organizador freelance. Ninja de bacon. Desbravador de viagens. Entusiasta de música. Fanático por mídia social."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.